Os benefícios da mandioca

São vários os benefícios da mandioca, também conhecida no nordeste como macaxeira, pode proporcionar ao corpo. Essa raiz é rica em nutrientes como carboidratos, especialmente amido, um tipo de polissacarídeo muito famoso por fornecer grandes quantidades de energia.

Por isso, seu consumo é altamente recomendado para quem pratica musculação A mandioca também é rica em proteínas, sais minerais e vitaminas, nutrientes muito importantes para o bom funcionamento do  corpo.

Por conter elevada quantidade de ferro, suas folhas são muito utilizadas como alimento na África para combater a desnutrição.

Além de tudo isso, também possui propriedade antioxidante, ajudando a proteger a pele e o coração. Quer conhecer outros benefícios fornecidos por esse poderoso alimento? Então vem conosco!

Os benefícios da mandioca

  • Função oxidante

A presença da vitamina C e do resveratrol ajudam o corpo a combater os radicais livres, substâncias tóxicas que são produzidas pelo nosso próprio organismo cuja maior parte advém dos alimentos de baixa qualidade que consumimos como os industrializados, por exemplo.

Esses radicais livres são prejudiciais à saúde, pois conseguem alterar o material genético das células, tornando o corpo mais propenso ao desenvolvimento do câncer além de outras doenças como o diabetes e enfermidades cardíacas.

  • Bloqueador solar natural

A exposição constante aos raios UV do sol produzem radicais livres que estragam as células e podem levar ao câncer de pele.  O Resveratrol presente na mandioca age em defesa das células, impedindo que sejam danificadas. Segundo alguns estudos, esse polifenol pode ser até mais eficaz do que muitos protetores solares industrializados.

  • Livre de glúten

Cada vez mais, um número maior de pessoas vêm evitando o consumo de alimentos que contêm glúten, sobretudo os celíacos, pessoas com forte intolerância a essa substância.  Para aqueles que não podem ingerir glúten ou simplesmente querem consumir algo mais saudável, a mandioca é uma excelente alternativa.

  • Auxilia na reestruturação dos tecidos

A mandioca é excelente alimento para os idosos, pois, com o decorrer dos anos, nosso metabolismo desacelera, dificultando a construção de novos tecidos.

A mandioca pode ajudar a contornar esse drama, pois a vitamina C presente nessa raiz ajuda na síntese de colágeno, proteína que melhora a elasticidade da pele, tendões, ligamentos e cartilagens. Já o consumo das folhas novas da mandioca, auxilia na construção de uma nova matriz óssea.  Não é o máximo? Se quer atenuar os efeitos do tempo no seu corpo, inclua mandioca na sua dieta já!

  • Faz bem ao coração

Por ser rica em sais minerais como o magnésio, o zinco, o cobre, o ferro, manganês e o potássio, seu consumo é essencial para a manutenção do bom funcionamento do sistema cardíaco.

O potássio, por exemplo, é muito importante para manter o equilíbrio da pressão arterial. Enquanto o sódio ajuda a reter a água dentro do nosso corpo, o potássio trata de expulsá-la através da urina. Para cada 100 g de mandioca, temos 271 mg de potássio. Coma mandioca. Seu coração agradece!

  • Carboidratos do bem

A mandioca é excelente para quem pratica atividade física como musculação porque é rica em carboidratos complexos, ou seja, é um alimento que não promove picos de insulina por possuir um índice glicêmico baixo (46), grande responsável pela acumulação da gordura na região abdominal do corpo. Por causa disso, é um ótimo alimento para ser consumido antes do treino.

  • Substitui o pão

A mandioca não possui nenhuma ação emagrecedora por não possuir nenhum elemento com poder de reduzir peso como a cafeína, que acelera o metabolismo.

Porém, por ser uma excelente fonte de carboidratos complexos, é ótima para substituir outros alimentos com alto potencial calórico como pão que, mesmo sendo integral, engorda.  Portanto, inserir a mandioca no cardápio do dia é uma boa estratégia para reduzir o consumo do carboidrato simples.

Como consumir mandioca

A mandioca é extremamente versátil: pode ser consumida frita, apesar de essa não ser a forma mais saudável de comê-la, cozida ou até mesmo assada.

Agora caso pretenda assá-la usando uma frigideira sem óleo, você deverá cozinhá-la primeiro.

A macaxeira também é muito utilizada para fazer purês, e é também matéria-prima de um prato saboroso chamado Escondidinho de Charque.

A mandioca  está presente em alimentos como a tapioca, que pode ser uma excelente substituta do pão.

Deliciosas receitas fitness com mandioca

  • Bolinho light de mandioca

Somente 57 calorias por porção!

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de mandioca cozida e amassada
  • 1 ovo
  • 1 colher (sopa) de margarina light
  • 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • sal a gosto
  • Recheio:
  • 200g de carne moída magra
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho amassado
  • 2 colheres (sopa) de purê de tomates
  • sal a gosto
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo

Modo de preparo

Comece pelo recheio. Doure a carne moída em uma panela antiaderente. Junte a cebola, o alho, o purê de tomates e o sal. Regue com cerca de 4 colheres (sopa) de água e deixe cozinhar por 10 minutos.

Polvilhe a farinha de trigo e mexa até dar liga. Acrescente a salsa picada, desligue o fogo e espere esfriar. Misture a mandioca, o ovo, a margarina light, o queijo parmesão e o sal.

Vá adicionando a farinha de trigo aos poucos até obter uma massa firme. Pegue porções de massa e recheie com um pouco do recheio de carne.

Feche bem e coloque em uma assadeira antiaderente untada com azeite. Leve ao forno quente (200 ºC) por cerca de 30 minutos. Agora é só se deliciar sem medo de engordar.

Purê de mandioca simples

  • 300 g de aipim;
  • azeite de oliva extra-virgem;
  • salsinha picada a gosto;
  • 1 pitada de sal.

Modo de preparo:

Descasque a mandioca, cozinhe em uma panela com água até amolecer. Retire o talo do meio e amasse. Adicione o azeite, sal e salsinha e sirva.

Gostou do texto? Então deixe um comentário e nos siga nas redes sociais!

One Response

  1. Salete de Oliveira Marcílio 17 de julho de 2017

O que achou do artigo?