Existem argumentos necessários para provar a existência de Deus?

Você, acredita na existência de Deus? Segundo uma pesquisa feita pela BBC mundo, 92% do planeta acredita em um ser divino, uma pessoa ou espírito que rege a Terra e todo universo. Porém existem 8% de pessoas, por volta de 560 milhões de pessoas em todo mundo, que afirmam ser ateus, aquele que não crê em nenhuma divindade.

O ateísmo tem crescido no mundo, principalmente pelo desenvolvimento educacional das pessoas e por conta de as religiões, principalmente as cristãs terem perdido um pouco de sua força, com tantos escândalos e cada vez menos evidências da existência de um Criador, como eles afirmam.

Mas afinal, Deus existe ou não? Quais os argumentos necessários para provar sua existência? Vamos entender como pensam os dois lados da moeda e no final você decide com qual grupo se identifica mais.

Quem é Deus?

Para o muçulmano, Deus é chamado de Alá, o Todo Poderoso que governa os céus e é um ser único, que foi revelado por seu profeta Maomé a toda humanidade. Para os Cristãos, Deus é um Ser invisível, onisciente, onipotente e onipresente, ou seja, sabe de tudo, tem poder infinito e está em toda parte, não apenas em seu reino eterno acima dos céus.

Para os budistas, Deus é eu e você, é a natureza e assim também pensam os hindus e religiões de matriz africana. Para cada religião, Deus é visto de uma forma ou multi formas. Ele pode ser um único ser ou vários…poli deuses. No cristianismo, existem vertentes que dizem que Jesus Cristo e o Espírito Santo são Deus, 3 que formam 1.

A bem verdade é que cada segmento religioso dirá no que crê e como este ser é, dando a denominação de Deus ou deuses. Cada religião para ser definida como tal, precisa ter uma divindade e está pode ser desde um ser invisível, até uma imagem escultural, uma foto, uma pessoa ou qualquer objeto.

Nós seres humanos, temos por natureza, a curiosidade e questionamentos do por que das coisas. Como um ser é gerado e desenvolvido dentro do ventre materno? Como o mundo foi constituído? Existe realmente um Deus? Perguntas como essas fazem parte de todas as mentes, até as menos geniais, pois se existe uma necessidade humana, é de entender como as coisas acontecem e por que.

Quais as provas para existência de Deus?

O Deus mais difundido no mundo é o cristão, porém em muitas partes do mundo como regiões da Europa e principalmente no continente asiático, o Deus mais conhecido é Alá, o Deus islâmico. Hoje, as religiões cristãs e islâmicas, disputam o primeiro lugar em maioria de membros, sendo que atualmente, o número de cristãos é maior, com mais de 2 bilhões de seguidores, contra 1 bilhão e 200 milhões de seguidores do islamismo.

Alá e o Deus cristão são muito parecidos por ser monoteísta, possuir um livro sagrado (Bíblia para os cristãos e Alcorão para os muçulmanos) e haver cultos para sua adoração e uma doutrina, leis e normas que indicam como reverenciá-lo. Além disso, o deus das duas religiões é invisível, ou seja, é pelo poder da fé de seus seguidores que existe a crença.

A primeira constatação da existência de Deus é justamente algo que não é palpável, mas sentido por aqueles que acreditam: a fé. Segundo aqueles que creem em Deus, a fé é a hipótese considerada de que algo é verdadeiro e existe. No caso da religião, a fé é a principal sensação que todo aquele que crê deve sentir, para garantir sua aceitação por algo não tangível.

Através da ciência

A ciência é a que mais atesta que Deus não existe, tendo grandes cientistas como Stephen Hawking, um dos maiores defensores do ateísmo no mundo. Porém, o mundo científico tem como seus estudiosos mais renomados, nomes de cientistas cristãos como:

  •         Robert Boyle (fundador da Química Moderna);
  •         Isaac Newton (cientista que formulou a Lei da gravidade);
  •         John Mitchell (pai da sismologia);
  •         Robert Boyd (Cientista espacial);
  •         Robert T. Bakker (Paleontólogo e pregador cristão).

Esses são apenas alguns dos maiores cientistas do mundo, tanto da atualidade como do passado, que afirmavam, inclusive em suas teses, que Deus realmente existia e regia inclusive, a ciência. Atualmente, o cientista e teólogo Michael Keller, ganhou um importante prêmio científico, por conseguir provar a existência de Deus.

Com inúmeros estudos e tudo detalhado em uma monografia, Keller conseguiu, comparando a ciência a medicina, que Deus e somente ele pode ser o criador do universo e tudo o que conhecemos. Ele usou o chamado “diagnóstico por exclusão”, fato que os médicos definem como a única hipótese para uma enfermidade, quando todas as doenças conhecidas são descartadas.

Ou seja, ainda que não se saiba o que a pessoa tem, não deixa de ser uma enfermidade. Com esse raciocínio, ele afirmou que o Big Bang, explicação que os cientistas dão sobre a criação do universo, é exatamente isso, pois antes do átomo que gerou a explosão, o que havia? Como este átomo apareceu? É aí que ele encaixa a existência de Deus.

Provas históricas

Livros históricos como a Bíblia, Alcorão e o código Hamurabi, são alguns dos exemplares antigos que contam um pouco da história do mundo e dos primeiros povos da Terra. Na Bíblia e no Alcorão por exemplo, o chamado Pentateuco é praticamente o mesmo exemplar, com pequenas modificações entre uma transcrição e outra.

No Hamurabi, código onde está inúmeras leis que o rei babilônico Hamurabi determinou, existem muitas descrições de como os povos antigos se comportavam e viviam no passado. Existem outros achados arqueológicos como dos Sumérios e Incas, e em todos, é perceptível a busca de um deus ou deuses, sempre mostrando como adorar e como ele se comporta diante do mundo.

O interessante desses artefatos, é que todos os povos citados, viveram em sua maioria em regiões distantes uma das outras, ou seja, não tiveram nenhum contato e por isso, nota-se o quanto os povos tem uma necessidade em crer em algo e de que o deus de todos eles era bastante similar, mesmo sendo povos distintos.

Provas da inexistência de Deus

Da mesma forma que existam muitas teses e explicações plausíveis para a existência de um ser Divino, existem também muitas questões e fatos que colocam em xeque essas afirmações. Como por exemplo:

Evolução Humana– Segundo o criacionismo, os humanos apareceram sobre a Terra entre 5 e 10.000 anos atrás, tendo Deus criado Adão e Eva. Segundo a Evolução das espécies e estudos em fósseis antigos, foi provado que o mundo data de milhões ou até bilhões de anos, principalmente quando se calcula esse tempo por rochas da regiões mais antigas e inóspitas do planeta;

Cultura e status social– É visível que que a taxa de crença em Deus seja justamente maior naqueles países com menos desenvolvimento educacional e financeiro, do que em países mais desenvolvidos. Existem duas hipóteses para esse acontecimento: O primeiro é que quanto mais sabemos, mais críticos ficamos e nossa tendência é entender e questionar tudo, inclusive a existência de um Deus.

O segundo ponto, trata-se de que pessoas com menos conhecimento intelectual, tendem a acreditar em forças sobrenaturais como curas milagrosas e a solução de problemas de qualquer ordem, por um ser divino, quando na maior parte dos casos, o esforço da pessoa seja a resposta mais clara para a conquista de bens ou os cuidados, para a cura de uma doença;

Desgraças, crueldade e morte– Uma das perguntas que muitos crentes em Deus não conseguem responder é o por que de tanto sofrimento no mundo. O por que de tantas adversidades se existe um Deus que eles afirmam amar a humanidade.

Como um Deus perfeito, deixou o pecado, que eles afirmam ser o maior motivo das mazelas mundiais, entrasse no mundo e ferisse quem ele afirma amar? Por que ele sendo Onisciente e Onipotente, permite que tantas coisas que sabe de antemão aconteçam? Eis algumas questões que não são incógnitas.

E você, de que lado está?

São muitas as questões que envolvem a existência ou não de Deus e elas serão sempre o motivo de especulação de religiosos e cientistas. Esperamos que este artigo tenha dado a base necessária para que você crie seus argumentos em torno de sua crença ou não em um Deus, seja ele qual for.

O importante é que independente da quantidade de perguntas não respondidas, que as respostas que você obter através de seus estudos, seja o suficiente para que crie sua tese e tenha certo em você a existência ou não de Deus.

Eu, Catarina, sempre indico aos meus leitores o livro de um grande amigo meu, chamado Nicholas Johnson. Caso você não o conheça, você logo saberá mais sobre ele. Como a maioria dos temas que escrevo se trata da Lei da Atração, o livro também entra nesse tema.

Nicholas escreveu um livro muito completo, com exercícios e conhecimentos poderosos e nunca antes mostrados sobre a poderosa Lei da Atração e os benefícios que ela trás para nossas vidas.

Como eu sempre indico para meus leitores, dessa vez não farei diferente. Caso queira começar a praticar tudo que ele ensina e aprender a fazer o universo conspirar a seu favor, responda este rápido quiz, dessa forma eu saberei se você realmente quer descobrir os ensinamentos poderosos de Nicholas Johnson.

One Response

  1. HAGGEAS DIAS DA SILVEIRA JUNIOR 31 de agosto de 2017

O que achou do artigo?