Exercícios para ativar A Lei da Atração – Meditação

Com felicidade, digo aos meus amigos que o motivo pelo qual utilizamos o exercício da Meditação é porque ele é muito fácil para a grande maioria das pessoas, para clarear os seus pensamentos e suas mentes, de forma a obter somente pensamentos puros e positivos, pois a partir do momento que você sossega a sua mente você deixa de pensar e quando faz isso, você não oferece resistência e quando você ativa o pensamento não resistente, todas as suas vibrações serão altas, rápidas e muito puras.

Tenha em mente que qualquer tipo de pensamento que você continua acreditando e pensando é chamado de crença. E a grande maioria das suas crenças servem extremamente bem para você: todos os pensamentos que se harmonizam com o seu conhecimento de sua fonte de energia e pensamentos que se harmonizam com os seus reais desejos que você mantém.

Porém, algumas de suas crenças não podem servir muito bem: alguns pensamentos inadequados ou seu próprio desmerecimento são alguns exemplos desse tipo de pensamento.

Sabendo disso e com o conhecimento do funcionamento da Lei da Atração e um pouco de boa vontade para conseguir escolher os seus pensamentos deliberadamente, você pode, com o passar do tempo, substituir todas as suas crenças que atrapalham por outras crenças que somam à sua vida; esse tipo de processo pode proporcionar um benefício imediato ao conseguir mudar suas crenças em um curto espaço de tempo. Chamamos este tipo de exercício de Meditação.

Imagine uma casca subindo e descendo dentro de um copo de água. É esse o estado de vibrações altas, puras e rápidas que agem de forma natural dentro de cada um.

Então, imagine a casca sendo pressionada para baixo, para dentro da água. Esta é a representação da resistência. Agora, imagine a mesma casca sendo solta e observe ela subindo novamente à superfície.

Como a casca, que pode flutuar de forma natural na superfície da água, é muito natural você experimentar vibrações altas, rápidas e puras, sem nenhum tipo de resistência constrangedora. E, como a casca, se você não fizer nada para mantê-la dentro da água, você subirá para a superfície de forma natural a qual ela pertence.

Resumindo, você não precisa esforçar-se para conseguir se manter em vibrações altas, que são as naturais, pois é o natural do seu ser. Porém é necessário que você deixe de segurar qualquer tipo de pensamento que abaixe suas vibrações.

É uma questão de parar de dar atenção para as coisas que não permitem que sua casca passe a flutuar, ou que deixem de permitir que você vibre de forma harmônica com o que realmente é.

Se você realmente conseguir focar-se em pensamentos desejados, você não irá ativar as vibrações para resistências e irá experimentar o seu estado natural de surgimento do seu bem-estar.

O objetivo deste exercício é manter-se focado na vibração do seu real desejo e o ponto de decisão acontece a partir do momento que o seu desejo é poderoso o suficiente.

A única exigência que gostaria que você praticasse neste exercício é o de tomar a decisão de que nada é mais importante do que você sentir-se bem e de que você conseguirá encontrar os seus pensamentos que o façam conseguir sentir-se melhor. Sua casca irá flutuando é o único objetivo que determina esta disciplina.

É possível que você diga que a meditação é um caminho mais curto para conseguir mudar as suas crenças, pois é na ausência de pensamentos que não há resistência em sua mente e sua casca volta ao seu estado natural na superfície.

Para realizar o exercício da meditação, sente-se em uma cadeira confortável em um espaço tranquilo, onde você não irá ser interrompido. Use de preferência uma roupa confortável.

Você pode sentar-se no chão também ou mesmo deitar-se em uma cama (porém, evite cair no sono). O importante mesmo para o exercício da meditação é que você esteja confortável.

Então, feche seus olhos, relaxe e respire. Devagar, inspire ar para seus pulmões e aprecie confortavelmente a liberação do ar, soltando devagar.

A medida que sua mente comece a vagar, calmamente libere qualquer tipo de pensamento, ou ao menos não os encoraje a continuar se desenvolvendo e permaneça se focando somente em sua respiração.

Por natureza, você é um ser que possui a normalidade de focar-se, mas inicialmente este exercício de meditação irá parecer não natural e você pegará sua mente tentando querer retornar às coisas pelas quais você tem se focado antecipadamente. Caso isso aconteça, relaxe, respire novamente e comece a liberar qualquer tipo de pensamento que possa surgir.

Você verá como é fácil sossegar a sua mente se escolher pensamentos pequenos que não possuam um grande potencial de se desenvolver para algo interessante, você deve focar-se somente em sua respiração. Pode contar sua respiração mentalmente. Inspirar e expirar.

Você pode escutar uma torneira pingando. Ao escolher pelo pensamento suave, gentil, você estará deixando para trás qualquer tipo de pensamento que possa ter alguma resistência, então suas vibrações naturalmente se elevarão.

Este exercício não é um processo onde você irá se focar em seus desejos, ao contrário, ele serve para sossegar a sua mente. Conforme ele é praticado, qualquer tipo de resistência que possa existir se dissolve e seu estado de vibrações se elevará de forma natural e pura.

A medida que você sossega a sua mente, é possível experimentar um estado de imparcialidade física. É possível que você não consiga sentir a diferença entre o seu dedo do pé e o seu nariz. É possível que você consiga sentir a sensação de inquietude e coceiras pelo corpo.

E, a partir do momento que você libere a resistência que estiver elevando em seu estado de vibrações altas e puras, você poderá sentir movimentos involuntários pelo corpo. Pode ser algum tipo de oscilação imperceptível para um lado ou para outro, ou para frente e para trás, sua cabeça pode pender para um lado ou para outro.

É possível também simplesmente sentir uma sensação de movimentos ou bocejos. Porém qualquer tipo de sensação como essas são somente indicadores do alcance do estado da meditação.

É neste momento que o seu ponto de atração está alterado e seu estado de permissão estará presente. Qualquer tipo de coisa que você tem pedido, estão agora fluindo naturalmente para a sua realidade.

A medida que você sai do exercício da meditação, esse estado de permissão irá continuar até que você volte a focar seus pensamentos em algo que possa mudar as suas frequências vibracionais.

Com o passar do tempo, se você conseguir meditar com regularidade, você irá se tornar sensível às formas como as altas frequências fazem seu corpo se sentir.

Resumindo, sempre que você conseguir se focar em algo que possa provocar um mergulho das suas vibrações, você conseguirá reagir de forma mais rápida ao reconhecer os estágios mais sutis que onde a profundidade possa ser mais significativa.

E você terá a capacidade facilmente de mudar os seus pensamentos de resistência para focar-se novamente em seu equilíbrio.

O exercício da meditação é o melhor exercício para elevar as suas vibrações.

Eu, Catarina, sempre indico aos meus leitores o livro de um grande amigo meu, chamado Nicholas Johnson. Caso você não o conheça, você logo saberá mais sobre ele. Como a maioria dos temas que escrevo se trata da Lei da Atração, o livro também entra nesse tema.

Nicholas escreveu um livro muito completo, com exercícios e conhecimentos poderosos e nunca antes mostrados sobre a poderosa Lei da Atração e os benefícios que ela trás para nossas vidas.

Como eu sempre indico para meus leitores, dessa vez não farei diferente. Caso queira começar a praticar tudo que ele ensina e aprender a fazer o universo conspirar a seu favor, responda este rápido quiz, dessa forma eu saberei se você realmente quer descobrir os ensinamentos poderosos de Nicholas Johnson.

▶ Aqui está o quiz de Nicholas J. para as pessoas que querem conhecer seu livro.

O que achou do artigo?