Como o estresse pode acabar com seu dia

Poderia-se dizer que o estresse é o efeito colateral da vida moderna, a qual exige que demos conta de um número cada vez maior de resultados. Isso faz com que nos envolvamos com uma grande quantidade de tarefas que podem nos causar tensão e ansiedade, induzindo-nos ao estresse, o qual “é uma reação natural do organismo que acontece quando o indivíduo se depara com situações que, de certa forma, o irrite, amedronte, excite ou confunda, ou até mesmo que o faça imensamente feliz.”

O estresse pode ter origem em duas causas distintas. Há os estressores internos, os quais estão associados às próprias características da personalidade do sujeito como perfeccionismo, etc. Ele ainda pode ter sua origem em fatores externos como mudança de ambiente, por exemplo, que, quase sempre, exige do indivíduo uma alta carga de energia para se adaptar.

O estresse causa forte impacto na saúde do indivíduo, causando algumas enfermidades. Viver nesse mundo moderno e dinâmico sem se estressar é praticamente impossível, mas é perfeitamente possível contornar os efeitos desse mal.

Se estressar pode te deixar menos produtivo

Se você está estressado porque está cheio de tarefas para realizar e teme não entregá-las no prazo, saiba que se estressar ficando com suas emoções no limite não adiantará muita coisa. Você pode até entregar tudo no prazo, mas corre sério risco de entregar um resultado de baixa qualidade.

Então para evitar passar por situações estressantes, tente planejar sua rotina de trabalho. Eu sei que você já deve estar aí do outro lado da tela revirando os olhos e dizendo: falar é fácil.

Eu sei que muitas vezes os imprevistos do dia a dia podem colocar abaixo todo o nosso planejamento, mas você deve planejar sua rotina de modo a antever até mesmo eventos extraordinários.

Esse cuidado garantirá sua tranquilidade emocional, mas caso não tenha dado mesmo para evitar os imprevistos, tente dar conta do recado da melhor forma possível, dando o melhor de você dentro do espaço de tempo que tiver para executar o trabalho.

O estresse pode boicotar sua vida sexual

Uma vez, em uma aula de sociologia, ouvi um professor dizendo que um dos períodos com menor índice de natalidade na história do Brasil foi no ano em que Collor interviu na conta bancária dos brasileiros.

Isso quer dizer que as pessoas estavam fazendo menos sexo nessa época por causa do estresse econômico que afetou milhares de pessoas naquele fatídico ano.

Estou lhe dizendo isso só para ilustrar como o estresse pode comprometer a vida sexual de alguém a ponto de interferir até no relacionamento com o parceiro, o que poderá levar a relação a pique.

O estresse pode gerar ansiedade

 A ansiedade quase sempre ocorre em comorbidade com o estresse. Aquela é um sentimento de medo, desconforto e preocupação. Já este é uma resposta do organismo a uma situação desconfortável, que poderá desencadear sensação de medo, tensão ou frustração (ansiedade).

A diferença entre essas duas coisas é bastante sutil. Para ajudá-lo a distingui-las, pense no seguinte: imagine um indivíduo que foi assaltado e, nesse assalto, sofreu violência física e psicológica, tendo experimentado um medo tão intenso a ponto de ter se urinado.

Essa seria uma situação de estresse. Mas imagine que alguns anos depois desse fatídico incidente, essa pessoa tenha desenvolvido um trauma tão sério a ponto de viver pensando que a qualquer momento a mesma situação irá se repetir de modo a ter medo até mesmo de simplesmente abrir o portão de casa para por o lixo na rua. Essa seria uma situação de ansiedade.

Então o estresse pode se desdobrar em um quadro de ansiedade, causando no indivíduo uma preocupação real ou imaginária de que algo que ele pensa não dar conta possa acontecer.

O estresse diminui sua qualidade de vida

O estresse pode causar vários  problemas tais como:

  • Insônia

O estresse pode causar ou agravar a insônia. As alterações hormonais ocorridas em quadros de estresse também causam interrupção do sono durante a noite, diminuindo muito a qualidade do descanso.

  • Transtornos alimentares

A compulsão alimentar ou a anorexia são bons exemplos de transtornos alimentares causados pelo excesso de estresse. Quando o corpo fica sobrecarregado ou fora de controle uma das formas encontradas para se livrar da sobrecarga pode ser através da alimentação, fazendo com que o indivíduo desenvolva uma péssima relação com a comida.

  • Depressão

O aumento prolongado do cortisol, que é a hormônio do estresse e a diminuição de serotonina e dopamina causada por esse mal estão intimamente associadas à depressão. Desta forma, quando não se consegue gerir ou lidar com situações de estresse, os níveis hormonais ficam alterados por muito tempo, podendo causar depressão.

  • Problemas cardiovasculares

O estresse pode fazer com que as artérias e as veias se comprimam, resultando em uma diminuição do fluxo de sangue, batimentos cardíacos irregulares e até endurecimento das artérias. Isto aumenta o risco de formação de coágulos, má circulação, AVC, aumento da pressão arterial e até infarto.

  • Síndrome do intestino irritável

O estresse pode provocar contrações atípicas no intestino, deixando-o mais sensível a estímulos e causando sintomas como flatulência, diarreia e distensão abdominal.

Assim, quando o indivíduo é frequentemente submetido à situações de estresse, o intestino pode ficar com estas alterações permanentemente, gerando a síndrome do cólon irritável.

Porém, em alguns casos, o estresse pode provocar o oposto devido à alteração da flora intestinal que leva a pessoa a ir com menos frequência ao banheiro, contribuindo para o surgimento ou agravamento da prisão de ventre.

  • Transtornos mentais

 O estresse poderá desencadear problemas psiquiátricos como ansiedade, depressão, síndrome do pânico e até esquizofrenia. Se a pessoa já tiver alguma predisposição para o desenvolvimento desses distúrbios, o estresse crônico pode ser o gatilho que irá dispará-lo.

Então sempre que perceber que pode estar chegando ao seu limite, procure atividades que possam distraí-lo e para as quais você possa (re)direcionar toda a sua sobrecarga.

Tenha um hobby saudável. Todo mundo precisa disso para poder aguentar firme as tensões da vida.

Eu, Catarina, sempre indico aos meus leitores o livro de um grande amigo meu, chamado Nicholas Johnson. Caso você não o conheça, você logo saberá mais sobre ele. Como a maioria dos temas que escrevo se trata da Lei da Atração, o livro também entra nesse tema.

Nicholas escreveu um livro muito completo, com exercícios e conhecimentos poderosos e nunca antes mostrados sobre a poderosa Lei da Atração e os benefícios que ela trás para nossas vidas.

Como eu sempre indico para meus leitores, dessa vez não farei diferente. Caso queira começar a praticar tudo que ele ensina e aprender a fazer o universo conspirar a seu favor, responda este rápido quiz, dessa forma eu saberei se você realmente quer descobrir os ensinamentos poderosos de Nicholas Johnson.

O que achou do artigo?