A Paralisia do Sono

Quantos de vocês uma vez ou outra acordou incapaz de falar ou mover? Se você já, você não está sozinho. A definição clássica para esse fenômeno é chamada paralisia do sono.

Pode durar poucos segundos, alguns momentos ou mesmo mais e usualmente ocorre antes de você dormir ou acordar.

Muitas pessoas reportam sentir “uma presença” que é frequentemente descrita como malévola, ameaçadora ou má e usualmente experimentam uma quantidade imensa de terror.

A presença é usualmente vista, sentida e mesmo ouvida. Pessoas também reportam experiências únicas como a sensação de flutuar ou estar fora do corpo. Eles acreditam que o fenômeno é extremamente espiritual.

No mundo médico moderno, essas experiências são definidas como alucinações, o que é frequentemente a explicação quando a visão moderna de experiências espirituais é combinada com a ideia médica, que rotulam as experiências espirituais como psicopatológicas. É bem compreendido que a paralisia do sono coincide com mecanismos fisiológicos no cérebro.

O que não é entendido são os estranhos sentimentos que os indivíduos experimentam durante a paralisia do sono. A ideia de experiência espiritual como uma explicação por um fenômeno bizarro e complexo, sobre o qual pouco é conhecido, foi suprimido, desencorajando a discussão na sociedade moderna.

“Começando a graduação eu estava particularmente interessado na crença das pessoas comuns, especialmente nas que eram tratadas como absurdas no mundo acadêmico.

O mundo acadêmico trata as crenças espirituais dessa maneira.

Eu estava interessado na medicina alternativa ao mesmo tempo pela mesma razão.

Desde o começa eu estava convencido que pessoas comuns são mais espertas,

Mais sensíveis que o que era acreditado pelos estudiosos e que tradições que estão espalhadas e altamente acreditadas provavelmente tem uma base mais racional,

E mais observação construídas nelas que as teorias que eu era ensinado na graduação.

Eu não conseguia acreditar que todas as crenças das pessoas comuns que não são parte da academia eram bobagem.

Eu tinha a impressão que o mundo acadêmico poderia ser muito limitado e que as pessoas normais poderiam ter algo a oferecer sobre isso (paralisia do sono) através de suas experiências e o que elas acreditam sobre as coisas.

Existem crenças que são baseadas na experiência que foi disseminada como crenças supersticiosas que sustentam muito mais investigação,

Essas são experiências que foram construídas em tradições espirituais ao redor do mundo.

No mundo moderno ocidental, pelo menos nos últimos cem anos, esses fenômenos foram explicados na base da psicopatologia.

Então, a descoberta de que essas experiências são comuns e ocorrem entre as pessoas “normais” que elas não indicam nenhum tipo de doença, tem tremenda importância para a medicina.

Esse não é um fenômeno novo, nós apagamos o conhecimento dessa experiências do repertório cultural.” –

Dr. David J. Hufford, Ph.D, professor emérito, Penn State Medical School.

Quase todas as abordagens cientificas do fenômeno paralisia do sono assumem que as experiências que surgem são alucinações.

Ao invés de sair de um ponto de neutralidade, a maioria dos estudos se fecha a ideia de qualquer realidade por trás das alucinações.

Só porque existem atividades biológicas e químicas mensuráveis ocorrendo durante a paralisia do sono não significa que existe uma relação causal entre as duas.

Existem outras coisas que temos que levar em consideração e como a ciência quântica está mostrando, existem mundos dentro do nosso mundo que não somos capazes de perceber. Existe um aspecto não físico na ciência em geral que estamos começando a perceber.

“O dia que a ciência comece a estudar fenômenos não físicos, vai fazer mais progresso que fez em todos os seus séculos prévios de existência” – Nikola Tesla

Experiência espiritual

Estudiosos modernos acham difícil definir espirito e espiritualidade, e como mencionado antes, usualmente colocam esses tópicos dentro do círculo do ridículo na comunidade cientifica.

Muitos lendo isso provavelmente tem uma boa ideia dos termos que se encaixam para espirito e espiritual.

Eles envolvem experiências fora do corpo, visitas de entidades de outro mundo, experiências de quase morte, frequência, vibração e mais.

É importante perceber que muitas experiências que as pessoas têm dentro do reino “espiritual” ocorrem quando a pessoa está consciente, desperta e alerta e não durante a paralisia do sono.

É bem possível que nosso nível de compreensão cientifica não é avançada o suficiente para explicar certos fenômenos, então algumas vezes eles são agrupados na categoria de alucinação quando realmente eles são simplesmente coisas que não entendemos e não podemos explicar cientificamente.

Em algum ponto, parte do que as pessoas experimentam durante a paralisia do sono pode muito bem ser alucinação.

Eu estou aberta a ideia que o que é experimentado durante a paralisia do sono está de fato interligado com a verdadeira natureza da realidade – uma realidade nós claramente não entendemos completamente.

Nós não sabemos ainda com certeza e para a comunidade cientifica assumir e rotula-las como alucinações e como invenções da imaginação é limitante.

Evidencias cientificas para fenômenos fora do corpo não são comuns, mas é difícil quando tanto é suprimido.

Estou me referindo a estudos realizados ao longo do mundo que são indisponíveis por motivos de segurança nacional.

Vazamentos do NSA foram responsáveis pela primeira divulgação pública de um orçamento secreto e o governo canadense foi acusado de silenciamento de cientistas.

Isso coincide com experimentos de visão remota que envolveram a setores de inteligência e a universidade de Stanford, entre outros.

É interessante que existe também pesquisas científicas e oficiais por trás desse tipo de fenômeno o que empresta mais credibilidade a este.

É mais interessante que essa informação fique nas mãos de pessoas da inteligência, extremamente classificado e em segredo,

Como os experimentos conduzidos na universidade de Stanford.

Entre as alucinações associadas com a paralisia do sono, experiências fora do corpo e sensações motores vestibulares representam fatores distintos.

Visão remota é a habilidade do indivíduo de descrever uma localização geográfica remota com vários quilômetros de distância.

Esse fenômeno já foi comprovado várias vezes e após a publicação, o programa foi rapidamente fechado pelo departamento de defesa dos EUA.

Nós temos muitos exemplos de fenômenos que cabem sobre o nome “espiritual” e quem somos nós para dizer que as experiências que ocorrem durante a paralisia do sono não são realmente reais?

Algumas vezes ideias e conceitos podem ser uma ameaça para o poder, o controle e na percepção que a humanidade têm coletivamente da realidade.

Se você mudar a maneira que você olha para as coisas, as coisas que você olha mudam.

Se o planeta mudar a maneira como olha para a paralisia do sono e outros acontecimentos inexplicáveis com certeza isso iria contribuir para a maior mudança de paradigma que o planeta já viu e é isso é exatamente o que está acontecendo no planeta Terra hoje.

“O ridículo desse fenômeno é um nível de controle social.

Escolásticos, acadêmicos e a elite intelectual em geral constantemente descrevem essas coisas como,

Se não um indicativo de insanidade, então como sendo primitivo e como sendo um produto de falta de educação.

Esses conceitos na antropologia e história são tomados como produto da imaginação.” –

Dr. David J Hufford

Minha experiência com a paralisia do sono

Quando eu era criança, eu lembro de ter vários sonhos lúcidos. Eles pareciam tão reais e eu me sentia cem por cento consciente durante a experiência.

Eu era capaz de fazer o que eu queria dentro do sonho. Minha primeira experiência com a paralisia do sono aconteceu quando eu era mais velha.

A primeira vez que aconteceu eu lembro de acordar de repente por causa de um barulho alto, uma luz forte (mesmo com os olhos fechados).

Eu tive a capacidade de abrir meus olhos, mas não conseguia mover meu corpo. Como se o meu cérebro estivesse acordado, mas o meu corpo ainda estava dormindo.

Eu estava apavorada e a razão pela qual não abri meus olhos foi porque senti uma presença de dois seres no meu lado esquerdo e dois no lado direito e eu não queria vê-los.

Se eles estavam lá ou não, eu não sei, se eu estava sonhando, eu não sei. Perceba que experiências como essas podem ocorrer quando pessoas estão totalmente consciente, dirigindo, seguindo com suas vidas.

Muitas pessoas têm experiências com completa consciência com coisas que parecem fora do nosso conhecimento e eles não estavam paralisados ou dormindo.

Eu também tive experiências bizarras quando consciente o que pode contribuir com minha percepção no assunto;

Eu acredito que o que as pessoas sentem durante a paralisia do sono é mais que um truque da mente.

Essa experiência particular que eu tive durou aproximadamente cinco minutos, até que eu recuperei totalmente a consciência.

Em outra ocasião, eu acordei novamente no meio da noite.

Eu podia abrir meus olhos e estava completamente consciente do ambiente ao redor.

Eu estava em um quarto de hotel na estrada sozinha, eu podia ver a TV, eu podia ver o abajur no canto do quarto tanto quanto a cadeira.

Eu não podia mexer minha cabeça mas podia olhar ao redor. Apesar dos meus olhos estavam pesados, eu podia abri-los.

Eu não conseguia me mexer e estava muito assustada, eu lembro de pensar “de novo não, porque isso está acontecendo comigo”.

Eu vi uma sombra escura entrar pela janela, ela era alta, eu estava na parte esquerda da cama e a janela ficava na direita. Ela atravessou o quarto, passou por debaixo da cama e ficou do lado esquerdo da minha cabeça.

Ela se abaixou até o meu ouvido e sussurrou rapidamente. Eu não entendia o que ela estava dizendo, pois era muito rápido.

Eu tive poucas experiências após essa que foram muito assustadoras e eu quis mais porque eu percebi que apesar de eu não consegui me mexer, minha consciência estava lá.

Eu estava acordada, alerta e capaz de perceber o ambiente ao redor.

Na vez seguinte que aconteceu, eu me assegurei de não sentir medo e que eu iria abraçar a experiência e tentar reagir com ela, explorar e usar esse estado de consciência para mais descobertas sobre o mundo potencial que não estamos acostumados a experimentar.

Eu me lembrei de ficar calma, gostar e ver o que acontecia; dessa vez eu queria me comunicar com o que eu percebesse.

Quando eu fiz isso, ninguém apareceu.

Eu não conseguia me mexer, mas não tentei acabar com aquilo. Eu tentei flutuar para fora do meu corpo e tive sucesso.

Eu saí, mas só consegui subir cerca de um metro. Eu tentei ir mais longe, mas foi como se estivesse presa ao corpo.

Essa foi uma experiência muito legal, mas infelizmente, ao tentar manipular a situação, nunca mais aconteceu.

Esse tipo de ocorrência é definitivamente intrigante e ninguém, incluindo cientistas, deveria diminuir a experiência que a pessoa tem durante a paralisia do sono como completamente falsa.

A comunidade cientifica deveria ficar na neutralidade ao invés de caracterizar algo como falso sem evidencias suficientes para sustentar a afirmação.

Não precisa ridicularizar. Eu espero que eu tenha dado informação suficiente nesse artigo, assim como fontes para mais pesquisa.

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos e familiares e ajude a espalhar esse conhecimento pelo mundo.

Veja mais em:

http://tps.sagepub.com/content/42/1/11.abstract

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15881267

http://www.uphs.upenn.edu/pastoral/sites/Hufford_Spiral.pdf

O que achou do artigo?