10 benefícios do Sal Rosa

O sal rosa é extraído das minas de sal localizadas nas montanhas do Himalaia. Apesar de ter sua origem em áreas montanhosas, ele é de procedência marinha e começou a se formar quando uma parte do oceano ficou retida em rocha durante as convulsões que sacudiram o planeta quando ele ainda era bem jovem.

Então esse pedaço do oceano foi cristalizado em camadas de sal e conservado por milhões de anos nas profundezas das montanhas, tendo ficado encoberto por lava, gelo e neve, o que evitou que fosse contaminado pela poluição moderna. Por isso, o sal rosa do Himalaia é considerado o mais puro sal da Terra.

Ele é extraído manualmente, não sofre nenhum processamento e depois é empacotado e colocado no mercado. O sal do Himalaia é um sal gourmet, com sabor diferenciado. Sua coloração rosa é devido à sua alta concentração de minerais, que lhe dão esse aspecto único.

sal rosa na colher de pau

A importância do sal rosa para o corpo

Ultimamente o sal tem sido visto como o grande vilão da boa saúde, mas isso não é verdade, pois ele é um nutriente essencial à vida.

O interior do corpo é salgado e sem sal inúmeras reações químicas que oferecem suporte à função enzimática, geração de energia, produção de hormônios, transporte de proteínas e muitos outros processos bioquímicos, simplesmente não funcionam. Alguns exemplos:

  • Compõe o plasma sanguíneo, fluído linfático, fluído extracelular e líquido amniótico;
  • atua no equilíbrio hidroeletrolítico e estabiliza o pH corporal (acidez/alcalinidade);
  • leva água e nutrientes para dentro e para fora das células;
  • contribui para regular a pressão arterial;
  • age no desenvolvimento de células gliais no cérebro, responsáveis pelo pensamento criativo e capacidade de planejar;
  • ajuda o cérebro a se comunicar com os músculos e a comandar os movimentos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a recomendação para a ingestão diária de sal para um adulto é de até seis gramas, o equivalente a uma colher de chá cheia. Isto é válido para qualquer tipo de sal.

Quando consumido em excesso, o sal pode causar retenção hídrica, inchaço e alteração na pressão arterial (em pessoas sensíveis ao sódio). Mas também não vá por causa disso querer se transformar em um xiita da boa saúde.

Tome cuidado para não reduzir demais a ingestão de sal. Diversos estudos têm demonstrado que o sódio é imprescindível à manutenção da boa saúde, e tirá-lo da dieta ou reduzir seu consumo à porções mínimas  pode ter mais efeitos negativos do que o seu abuso.

Já que é impossível viver uma vida insossa, investir no sal do Himalaia é uma ótima alternativa para satisfazer a necessidade de sal do corpo de forma saudável.

Por que devo consumir o Sal Rosa?

Esse sal tem menor quantidade de sódio por porção, pois a estrutura de seus cristais é maior e tem mais volume. Isso ajuda a diminuir a concentração de sódio por porção.

O sal rosa contém 85 % de cloreto de sódio, sendo seus outros 15 % compostos por minerais. O sal refinado contém 97,5% de cloreto de sódio e 2,5% de produtos químicos, tais como absorventes de umidade e agentes clareadores.

Além disso, no processamento, o sal é secado a uma temperatura de mais de 650 graus centígrados, o que causa significativas mudanças em sua estrutura natural.

Quais o benefícios de consumir o sal do Himalaia

Aqui estão alguns dos efeitos positivos que a introdução do sal rosa à sua dieta poderá trazer à sua saúde.

  • Ajuda a manter o bom funcionamento vascular

Por ser absorvido de forma mais rápida pelo corpo do que o sal de cozinha,  não sobrecarrega o organismo quando da eliminação do excesso de sódio.

  • Ajuda a manter os pulmões saudáveis

Trata doenças como asma e sinusite, matando, também, as bactérias presentes na cavidade nasal.

  • Promove o equilíbrio do pH estável dentro das células

Possui propriedades alcalinas, auxiliando a equilibrar a acidez do organismo.

  • Reduz os sinais de envelhecimento

Quando usado como esfoliante, estimula a renovação celular, retardando os efeitos do envelhecimento.

  • Melhora o sono

Contém substâncias que ajudam a repor as energias gastas e prepara o corpo para o descanso.

  • Melhora a digestão

Aumenta a capacidade gastrointestinal de absorver os nutrientes dos alimentos. Essa alta capacidade de absorção significará um maior aproveitamento das substâncias contidas nos alimentos ingeridos, diminuindo, consequentemente, a fome.

  • Aumenta a hidratação

Possui eletrólitos fundamentais para a manutenção dos fluidos corporais, ajudando a manter o corpo sempre hidratado

  • Reduz a pressão arterial

Promove uma faxina nas artérias, melhorando a circulação sanguínea. Isso evita o surgimento de varizes.

  • Alivia dores de cabeça

Por agir reequilibrando as taxas de serotonina, ajuda a inibir os receptores da dor, minimizando as dores de cabeça. Para o alívio imediato das dores, misture duas colheres de chá de cristais de Sal Himalaia, um copo de água e um copo de suco de limão, juntamente com as raspas do limão. Tome a mistura em pequenos goles compassadamente.

  • Desintoxica o corpo de metais pesados

Quando usado no banho, ajuda a retirar toxinas do organismo. Ao ser dissolvido na água, torna-se uma solução iônica que ajuda a extrair as toxinas dos tecidos da pele e do tecido adiposo.

A água, por si só, é de extrema importância para desintoxicar o corpo humano, mas o sal tem um papel complementar nesse processo de desintoxicação porque será ele quem irá remover as toxinas das células.

Recomenda-se que o banho seja morno, próximo da temperatura corporal normal, e que se use cerca de 1 quilo de sal para 30 litros de água.

Onde comprar o Sal Rosa?

 Infelizmente, o Sal do Himalaia não pode ser encontrado em qualquer supermercado. Porém ele pode ser achado em algumas lojas físicas de produtos naturais ou ser comprado pela internet.

Mas atenção! Como o sal é um produto importado, o interessado deverá se manter sempre atento à sua procedência e manipulação para não correr riscos de consumir um produto contaminado.

Gostou do texto? Então deixe um comentário e nos siga nas redes sociais.

One Response

  1. Jocimara adarque sanches 7 de junho de 2017

O que achou do artigo?